Notícias

Coordenador técnico da CBF visita locais que irão receber o Projeto Gol do Brasil

26/08/2022 20h51 | Atualizado em: 26/08/2022 21h05

Coordenador técnico da CBF visita locais que irão receber o Projeto Gol do Brasil

Bruno Rosell (boné) acompanhado dos representantes do Clube Recreativo Flapalmas (Pezão) e do Palmas Futebol e Regatas, Suely e Roberto

O coordenador técnico da CBF, Bruno Rosell, esteve em Palmas, na última quinta-feira (25), fazendo uma visita técnica para conhecer as instalações dos locais onde irão receber o Projeto “Gol do Brasil”. O Projeto Gol do Brasil é financiado pelo Fundo do Legado da Copa do Mundo da FIFA 2014.

No Estado do Tocantins o projeto terá como parceiros da CBF a Federação Tocantinense de Futebol, o clube Recreativo FlaPalmas e o Palmas Futebol e Regatas.

Bruno esteve acompanhado dos representantes do Clube Recreativo Flapalmas, seu comandante Luiz Eduardo Pezão e do Palmas Futebol e Regatas, Suely Divina Alves Teixeira e Roberto Madureira Burns.

O representante da CBF esteve no campo do Clube Recreativo Flapalmas, na beira do Lago, e depois visitou as instalações do Palmas Futebol e Regatas.
Rosell visitou também as instalações do terreno onde será construído o Centro de Desenvolvimento de Futebol, em Palmas, que fica localizado no Setor Polinésia, na região Norte de Palmas.

Seguindo o cronograma do projeto, agora começará a capacitação online dos professores, e entre os dias 14 e 17/09, haverá a capacitação presencial destes profissionais.

No período de 17 de setembro a 7 de outubro, está previsto o cadastro dos alunos e professores que farão parte do projeto, ação que encerra a etapa de implementação, possibilitando a partir daí o início das aulas na unidade Gol do Brasil em Palmas.


Vagas disponibilizadas
O Projeto Gol do Brasil disponibilizará 240 vagas, que serão divididas pelas duas equipes selecionadas, sendo 120 para o Clube Recreativo Flapalmas e 120 para o Palmas Futebol e Regatas.

Faixa etária
Este projeto contempla crianças e adolescentes entre 6 e 17 anos de idade, com o objetivo de oferecer aulas de futebol, cidadania, respeito às diferenças e responsabilidade social utilizando o esporte para contribuir na formação de meninos e meninas. O objetivo principal é usar o futebol para contribuir na formação integral de cidadãos.

Chancela da ONU
O Projeto Gol do Brasil desde 2020, conta com a chancela de cooperação da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO).
Além das crianças e dos adolescentes atendidos, o Gol do Brasil também visa à formação de professores capacitados para trabalhar com crianças de área de vulnerabilidade social. Todos os instrutores terão que ser moradores das cidades onde acontecem as aulas.



Avaliação do coordenador
Para o Coordenador Técnico da CBF, Bruno Rosell, a missão do Gol do Brasil é promover a cidadania, utilizando o futebol como ferramenta para o ensino das habilidades de vida, preconizadas pela Organização mundial da saúde (OMS).
Além das crianças e adolescentes atendidas, o programa visa ter impacto na vida dos familiares dos atendidos través das habilidades de vida que vai acabar fomentando nas as relações familiares e escolares onde os atendidos pelo projeto serão células multiplicadoras das questões de cidadania.

A formação dos profissionais que atuarão no projeto será atrevés da Licença S, curso da CBF Academy, braço educacional da Confederação Brasileira de Futebol. A Licença possuí uma carga horária de 40 horas, sendo 20 horas presenciais e 20 horas online, o que permitirá os profissionais a ficarem aptos a aplicar a metodologia social da CBF.


FTF
Bruno Rosell disse que FTF é um órgão fundamental nesta relação do projeto, pois é uma extensão da CBF no Estado do Tocantins e que ficará responsável em fazer a unificação e a centralização de todas as ações que serão exercidas pelo Clube Recreativo Flapalmas e Palmas Futebol e Regatas na operação e fazer a interface com a CBF, onde tudo que for realizado passará pelo crivo da FTF.
“É um modelo de parceria novo que a CBF está estabelecendo no Estado do Tocantins. Nossa expectativa é que dê certo, isso mostra a união dos clubes no Tocantins, quem sabe a gente possa utilizar este modelo e propagar para outros estados o exemplo de união que os clubes mostraram com a federação pelo grande trabalho feito pela FTF no desenvolvimento do futebol no Tocantins”, destacou o coordenador.

O projeto já existe nos estados do Pará, São Paulo, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Santa Catarina, Alagoas, Pernambuco, e outros pólos já estão avançando e aguardando sua inauguração, caso do Amazonas e Rondônia, que está aguardando a inauguração da construção do Centro de Desenvolvimento do Futebol para iniciar as aulas do projeto.
 

Comentar

  • Nome: *
  • E-mail: *
  • Website/blog: (ex: http://www.seublog.com.br)
  • Mensagem: *
  •  

Comentários ()

  • Nenhum comentário publicado.