Notícias

Leomar Quintanilha recebe presidente de honra da AGAB

01/03/2018 16h40 | Atualizado em: 01/03/2018 16h43

O presidente da Federação Tocantinense de Futebol (FTF), Leomar Quintanilha recebeu na manhã desta quinta-feira, 1º, na sede da entidade, o promotor de Justiça e presidente de honra da Associação Gurupiense dos Amigos do Basquetebol (AGAB), juntamente com o promotor Alcir Rainieri. O objetivo principal da visita foi unir as forças entre as duas instituições para ampliação de mais uma modalidade esportiva na AGAB – o futebol.

Na oportunidade, o presidente e também criador da AGAB, apresentou os trabalhos desenvolvidos na instituição e pediu o apoio de Leomar para o desenvolvimento do futebol na grade curricular da associação, uma vez que a proposta é usar o esporte como instrumento de que busca oportunizar ao seus alunos a vivenciar as mais variadas modalidades esportivas, e desta forma o futebol é mais uma opção que eles terão, além do basquete, judô, dentre outras que já são praticadas.

Para Leomar Quintanilha os trabalhos desenvolvidos na AGAB são fundamentais na formação da cidadania, respeito ao próximo e até mesmo no combate ao uso de drogas. “O esporte protege a criança”, ressaltou, complementando que acredita nas ações desenvolvidas por eles e que a Federação dará todo o apoio necessário para o desenvolvimento do futebol na associação.

Sobre a AGAB
A ideia de formar a AGAB nasceu em 1997 por iniciativa do Promotor de Justiça do Ministério Público Estadual, Ricardo Vicente, com o objetivo de promover um trabalho voluntário de inclusão social, prevenindo a criminalidade por meio do esporte.
A AGAB busca prevenir que vidas de adolescentes e jovens em estado de vulnerabilidade social se percam nas drogas e na criminalidade.
O trabalho da AGAB está alicerçado no voluntariado, na compaixão Cristã e no sentimento de empatia, que faz com que cada membro da AGAB se veja na mesma situação dos demais semelhantes à sua volta, buscando sempre ajudá-los. Os membros da AGAB não trabalham pensando em dinheiro, mas, sim, usando o coração.


  

Comentar

  • Nome: *
  • E-mail: *
  • Website/blog: (ex: http://www.seublog.com.br)
  • Mensagem: *
  •  

Comentários ()

  • Nenhum comentário publicado.